Implementação

As Jornadas de Recolha de Medicamentos têm um processo de implementação muito simples.

 

PERGUNTAS FREQUENTES

Que instituições de solidariedade social serão apoiadas pelo Banco Farmacêutico?

O Banco Farmacêutico pretende colaborar com as instituições de solidariedade social existentes, a quem é reconhecido um trabalho válido na acção social e caritativa, e que melhor conhecem as necessidades dos mais desfavorecidos.

 

Qual o papel da Farmácia e do Farmacêutico neste projecto?

As Farmácias são os parceiros fundamentais e basilares da principal actividade do Banco Farmacêutico, a Jornada de Recolha de Medicamentos.

A Farmácia participa através da ajuda na divulgação, da  ligação às comunidades onde se inserem e ainda pela sensibilização dos seus utentes para esta causa. No decorrer da Jornada de Recolha de Medicamentos será responsável pelo acolhimento e aconselhamento ao utente.

O Farmacêutico é o garante da qualidade e profissionalismo do serviço prestado à comunidade.

 

A Farmácia para aderir a esta iniciativa tem de efectuar um donativo ao Banco Farmacêutico. Qual a razão subjacente a este critério?

O donativo é o reconhecimento do compromisso e da seriedade do gesto do farmacêutico perante esta iniciativa, mas acima de tudo, perante a sociedade e os mais carenciados.

Adicionalmente, este donativo permite participar nas despesas logísticas inerentes à organização do Banco Farmacêutico, assegurando a autonomia do mesmo. Desta forma contribuí-se para que esta iniciativa seja dos farmacêuticos e realizado por farmacêuticos. Permite também afastar qualquer suspeita, relativa a um eventual interesse económico por parte das Farmácias ao participarem nas Jornadas de Recolha de Medicamentos.

 

Quais os medicamentos e produtos de saúde mais necessários?

A cada Farmácia que adere à iniciativa estarão associadas uma ou mais instituições de solidariedade social. O Banco Farmacêutico procederá ao levantamento das necessidades destas Instituições. O farmacêutico, na posse desta informação, procederá ao devido aconselhamento do utente que deseja dar o seu contributo a esta iniciativa. O farmacêutico, através da sua competência técnico-científica, é o garante da qualidade.

O Banco Farmacêutico entregará os medicamentos recolhidos directamente aos doentes?

O Banco Farmacêutico não entrega medicamentos directamente a doentes. Os medicamentos chegam aos doentes através das instituições que os apoiam e acolhem. Como tal, o Banco Farmacêutico dará preferência às Instituições solidariedade social que tenham nas suas estruturas, ou como voluntários, profissionais de saúde habilitados.

Quando é efectuada a distribuição dos medicamentos recolhidos às instituições de solidariedade social?

A distribuição dos medicamentos recolhidos às Instituições será feita no próprio dia da Jornada de Recolha pelo Banco Farmacêutico ou, não sendo possível, nos dias seguintes.

Como posso colaborar com o Banco Farmacêutico?

Aderindo ao Banco Farmacêutico como Farmácia Aderente ou Farmácia Solidária., participando como voluntário ou fazendo um donativo.

Pode também colaborar no dia da Jornada de Recolha de Medicamentos doando medicamentos ou produtos de saúde.

Qual o papel dos voluntários na Jornada de Recolha de Medicamentos?

Os voluntários estarão presentes nas Farmácias Aderentes e têm por missão, estabelecer um contacto inicial com o utente, apresentando-lhe o âmbito e valores do Banco Farmacêutico e convidando-o a participar através da doação de um medicamento.

Os voluntários serão seleccionados tendo em conta a sua idade e sentido de responsabilidade. Todos os voluntários irão receber a formação adequada e necessária ao respeito pelo normal funcionamento do espaço de saúde onde se encontram e ao cumprimento dos objectivos da Jornada.